Feeds:
Posts
Comentários

Durmo tarde, acordo cedo. Meu bom dia já amanhece mais amargo que o café que tomei, desperto com um insulto velado e um barulho de arranque. Viro em volta, arrumo a cama, torço os dedos e vou pegar mais café, mais um insulto velado com resposta escancarada. Emudecimento alheio e corro até o jornal, artigos minúsculos citando Farenheit 451 e o quanto Truffaut foi criativo nisso. Fraudes políticas, anúncios, o de sempre, até que leio sobre um show que pode ser legal e tem um tempo pra chegar, lembro quanto tenho na carteira e faço que esqueço. Ligo a televisão e a alienação dá sono, acordo com um terceiro esporro. Levanto, boto o jeans e fico pensando quando é que isso vai mudar.

Anúncios